A cidade do Guará, uma das mais desenvolvidas de Brasília, está empolvorosa após a notícia de que o administrador André Brandão deixará o cargo.

Especulações? Várias!

Andando pela cidade e, claro, “urubersando” os grupos do aplicativo de WhatsApp local, percebe-se um certo estarrecimento por parte da população, que demonstra ter muito afeto pelo atual gestor.  Alguns inconformados mais radicais não titubearam ao dizer que a saída de André deu-se por “ciúme” de seu padrinho político, deputado Rodrigo Delmasso, pois “o menino André cresceu demais frente a gestão regional“, afirma um morador.

 Ciúmes ou medo da história se repetir?

Em 1995, após as eleições que elegera o deputado Cláudio Monteiro, este indicou seu pupilo morador da cidade do Guará Alírio Neto para ser o administrador regional. Jovem, visionário e sagaz, o delegado teve uma grande ascensão na cidade, o que ocasionou um certo destempero em Cláudio e a exoneração de Alírio em 1997. Curiosamente, quem foi indicado para a administração na época foi Marcos Dantas, hoje Secretário das Cidades.

Pela afronta e por convencimento dos amigos e admiradores, Alírio Neto se lançou candidato a distrital em 1998.  Resultado:  Alírio foi eleito e Cláudio Monteiro não.

Três mandatos como deputado distrital, duas vezes Secretário de Justiça, hoje suplente de deputado federal e pretenso candidato ao Buriti, o delegado fez sua história no Guará e em Brasília.

2017:

Voltando ao atual cenário político do Distrito Federal, a insatisfação do povo venera a renovação nos poderes legislativo e executivo.  Querendo ou não, André Brandão possui o perfil que a população almeja no sentindo representativo – Câmara Legislativa.

Indagando, André não se mostra animado com essa possibilidade, mas está feliz em saber o quão é respeitado e abraçado pela sua cidade.

André Brandão assumirá a direção da TCB (caiu pra cima).

 

Seria esse o motivo da saída de André da Administração Regional do Guará?  Será que o deputado Delmasso está com receio da história aqui contada, ganhar um novo enredo e com novos personagens?

Seguro morreu de velho, né…

 

Guará, melhor lugar não há… (palavras de um grande jornalista guaraense apaixonado pela sua cidade)