João Cardoso defende melhorias para professores temporários e profissionais da saúde

0
221

Durante a Sessão Extraordinária Remota da Câmara Legislativa desta terça-feira (16), o deputado João Cardoso (Avante) defendeu melhorias para os professores em regime de contrato temporários do Distrito Federal. Ele questionou a falta de direitos básicos, como férias, licença por doença, auxílio-natalidade e auxílio-creche. “Os professores temporários prestam excelentes serviços, às vezes trabalham o ano todo e não têm direito a férias. Quando se afastam, vão para o INSS e não têm a garantia de voltar”, ressaltou. Cardoso também denunciou que há relatos de assédio moral e que falta transparência na avaliação de desempenho, “com muitos critérios saindo da cabeça do gestor”.
Em sua fala, João Cardoso afirmou ainda que têm recebido pedido de equipamentos por profissionais de saúde, como luvas e toucas: “Isso é de muito baixo custo e eles estão fazendo vaquinha para comprar”. Ele cobrou da Secretaria de Saúde “o abastecimento do mínimo que profissionais precisam para trabalhar”. O deputado parabenizou também os auditores fiscais, “que estão desde o início da pandemia fiscalizando se as pessoas estão cumprindo os protocolos”, e cobrou que o Estado garanta equipamentos de proteção para estes profissionais.

Motorista alcoolizado

O distrital também parabenizou os agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) e da Policial Militar, lembrando atuação conjunta em Sobradinho que resultou na prisão de um policial federal que fez ameaças ao ser abordado por dirigir alcoolizado. Ele afirmou que os servidores do Detran têm prestado um “excelente trabalho”, destacando a “capacidade técnica dos agentes” e as boas atuações dos policiais militares. “É preciso ter esse convívio da polícia e o Detran para que as pessoas não andem embriagadas na rua tirando vidas”, ressaltou.

 

 

Crédito: Mário Espinheira
Imagem: Reprodução/TV Web CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

 

Fotos João Cardoso

(Divulgação / ASCOM )

Deixe uma resposta