Famílias de pacientes recebem presentes da equipe de Atenção Domiciliar de Ceilândia – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

0
35

[ad_1]

Brinquedos foram comprados e doados para celebrar o Dia das Crianças

 

JURANA LOPES

 

Para comemorar o Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro, a equipe do Núcleo de Atenção Domiciliar (NRAD) de Ceilândia decidiu, por conta própria, comprar e doar 37 brinquedos aos pacientes mirins atendidos pelos profissionais. Todos os presentes foram embalados com muito carinho e entregues pela equipe pessoalmente, nesta sexta-feira (9), na casa dos pacientes.

 

Presentes foram embalados e entregues pessoalmente pela equipe do NRAD de Ceilândia – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

“Desde 2017 realizamos a entrega de brinquedos para as crianças, mas até o ano passado eles eram arrecadas. Este ano, decidimos comprar brinquedos novos para eles. Todos são pacientes crônicos e que, na maioria das vezes, toda a família fica adoecida”, explica a enfermeira e chefe substituta do NRAD de Ceilândia, Edsônia Araújo.

 

O objetivo da ação é humanizar o atendimento e demonstrar o carinho pelas famílias que têm um paciente que necessita de cuidados paliativos. Segundo Bruna Sampaio, nutricionista que compõe a equipe, todos os brinquedos emitem sons e estimulam a percepção das crianças, comprados seguindo as orientações dos terapeutas ocupacionais.

 

Equipe do NRAD fez questão de entregar pessoalmente os presentes – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

Sueli Teixeira, mãe do paciente Pedro Pinheiro, de 11 anos, recebeu o presente emocionada e agradeceu o carinho da equipe. “Fico muito feliz por tratarem meu filho com tanto carinho e trazerem um presente de Dia das Crianças para ele. Apesar da idade do Pedro, ele ainda é um bebê”, afirma. Pedro passou por uma traqueostomia e nasceu com paralisia cerebral.

 

Outra que ficou grata com o presente foi Maria do Socorro Bento. Ela é mãe do paciente Francisco Bento, de 16 anos, acompanhado pelo NRAD de Ceilândia há cerca de um ano. Maria conta que as pessoas esquecem das crianças na situação de seu filho, que possui paralisia cerebral e utiliza sonda nasogástrica.

 

“Doenças assim causam transtornos psicológicos em todos os membros da família, por isso, damos assistência aos cuidadores e familiares”, explica a psiquiatra Eula Leisle.

 

Familiares de pacientes agradeceram pelos presentes – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

Pacientes

 

O NRAD de Ceilândia conta com 88 pacientes ativos, desses, 18 são crianças. São atendidas crianças em cuidados paliativos acamadas e prematuras de baixo peso que precisam de acompanhamento multiprofissional.

 

“Também temos pacientes adultos em cuidados paliativos neurológicos, com sequelas de AVC, mal de Parkinson e Alzheimer, além de pacientes paliativos oncológicos”, explica a chefe substituta do NRAD de Ceilândia, Edsônia Araújo

 

Atualmente a equipe do NRAD de Ceilândia é composta por 35 profissionais multidisciplinares que incluem: médicos, enfermeiros, nutricionista, técnicos de enfermagem, psicólogos, assistente social e terapeuta ocupacional.

 

Presentes deste ano foram comprados pela equipe ao invés de arrecadados – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

Atendimento

 

A atenção domiciliar, por meio do Programa de Internação Domiciliar do DF, é indicada para pessoas que, estando em estabilidade clínica, necessitam de atenção à saúde.

 

Normalmente, estão em situação de restrição ao leito ou ao lar, de maneira temporária ou definitiva, ou em grau de vulnerabilidade na qual a atenção domiciliar é considerada a oferta mais oportuna para tratamento, paliação, reabilitação e prevenção de agravos, tendo em vista a ampliação de autonomia do usuário, família e cuidador.

 

Esses pacientes recebem todos os medicamentos, receitas, cama hospitalar, cadeiras de banho e cadeiras de roda do Sistema Único de Saúde (SUS).

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta