Entidade defende o não bloqueio da Huawei no 5G brasileiro

0
566


Os processos para a chegada do 5G ao Brasil continuam a se desenrolar, mas parece que instituies do setor discordam com posicionamentos do governo brasileiro quanto ao caminho para o objetivo. Desta vez, a Federao Nacional de Infraestrutura de Redes e Telecomunicaes (Feninfra) se pronunciou e destacou no ser vivel que o Brasil interfira no mercado com uma possvelproibio de equipamentos chineses, como os da Huawei. No ms passado, uma comitiva americana ofereceu crditos s empresas brasileiras que optarem por no adquirir componentes da gigante chinesa.

A colocao veio na quarta-feira (25) por parte da presidente da Feninfra, Vivien Suruagy. No comunicado, ela ainda reforou a importncia da chegada da tecnologia ao pas, o que ser possvel sem aes que limitem determinados fornecedores. Vivien tambm pontuou ser fundamental observar boas prticas e exigir equipamentos homologados e certificados pela Agncia Nacional de Telecomunicaes(Anatel) durante este processo.

Reprodu

Feninfra no a favor de proibies de fornecedores, como aHuawei,no processo de chegada do 5G no Brasil. Crditos: Ink Drop/Shutterstock

Outro ponto levantado pela presidente da Feninfra foi a busca pela qualidade da mo de obra, bem como a garantia de segurana das possveis redes 5G no Brasil. De qualquer forma, ela tambm ressaltou a importncia da manuteno da soberania do pas e da segurana nacional. “Todos os fornecedores, independentemente da origem, tm comprovado at o momento serem fiis ao lema soberania e segurana nacional”, afirmou Vivien.

“Proibies numa economia de mercado no so princpios do comrcio global, e certamente significaria aumento nos custos, afetando toda a economia, num danoso efeito em cascata, considerando a importncia vital da internet e das telecomunicaes para todos os setores de atividade”, finalizou.

Tenso Brasil e China

O comunicado da Feninfra posiciona a instituio frente a tenso criada entre o Brasil e China nos ltimos dias, em relao a implementao do 5G em territrio brasileiro. Na noite de segunda-feira (23), o deputado federal Eduardo Bolsonaro utilizou a redes sociais para acusar o pas asitico de espionagem por meio da nova tecnologia. Na mesma postagem, o deputado disse ser favorvel iniciativa encabeada pelo governo dosEstados Unidos, que evita a utilizao da tecnologia 5G desenvolvida pela gigante chinesaHuawei.

Na tera-feira, a China se pronunciou sugerindo ao filho do presidente Jair Bolsonaro que abandone retricas norte-americanas para evitar “consequncias negativas”. O presidente da Cmara dos Deputados, Rodrigo Maia, cogita criar um grupo de parlamentares que ficar dedicado apenas a negociaes relacionadas ao 5G para tentar minimizar a tenso.

Fonte: Teletime





Source link

Deixe uma resposta