- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
Inícioultimas noticiasJovens concluem o Programa Caminhos da Cidadania – Agência Brasília

Jovens concluem o Programa Caminhos da Cidadania – Agência Brasília


Os olhos estavam cheios d’água e o ambiente era de despedida, mas, também, de emoção por mais uma etapa vencida. Assim pode ser definido o sentimento dos 111 jovens que concluíram, na manhã desta terça-feira (26), o programa Caminhos da Cidadania. O projeto da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) trabalha com adolescentes dos 17 Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos executados no Distrito Federal.

“Cheguei lá num momento em que eu estava com depressão; e foi onde fiz muitos amigos, que foram acolhedores e me ajudaram muito”, destaca Andréa dos Santos Lopes, 17 anos, moradora de Brazlândia.

Criado em 2011, o Caminhos da Cidadania é vinculado ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e destinado para adolescentes de 15 a 17 anos

“Ainda tem a bolsa. É o primeiro dinheiro que recebemos em nossa vida e lá no Caminhos da Cidadania os educadores dão dicas até de como devemos gastar”, completa Gabriel Pereira da Cruz, 18 anos, que emocionou a todos os presentes no evento ao prestar homenagem a colega de turma falecido recentemente.

“Esta é a primeira certificação de muitas que esses jovens vão receber”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha. “Nesse programa, eles aprendem sobre cidadania, direitos e empoderamento pessoal, entre outros assuntos. Eles dão aqui o primeiro passo de uma grandiosa caminhada em suas vidas”, complementa a gestora.

Caminhos da Cidadania

Criado em 2011, o Caminhos da Cidadania é vinculado ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e destinado a adolescentes de 15 a 17 anos.

O programa é feito em blocos chamados percursos, onde são abordados os mais diversos temas, e os objetivos são estimular a convivência social, a participação cidadã, a formação geral para o mercado de trabalho, o fortalecimento da convivência familiar e comunitária e o retorno ou permanência no sistema regular de ensino.

Durante o programa, os jovens participantes recebem uma bolsa mensal de R$ 190, condicionada à frequência nas atividades e à frequência mínima em 75% das oficinas.

De acordo com pesquisa interna realizada pela Casa Azul Felipe Augusto, instituição parceira do Governo do Distrito Federal (GDF), cerca de 80% das pessoas que passaram pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Sedes, atualmente, alcançaram o protagonismo de suas vidas. E o Caminhos da Cidadania faz parte desse serviço.

A Sedes desenvolve esse trabalho em 17 centros de convivência, seis unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e 18 organizações da sociedade civil (OSCs) parceiras de execução indireta, totalizando cerca de 4 mil participantes inscritos.

Os frutos do trabalho realizado ao longo dos anos nos centros de convivência são colhidos constantemente. Um dos destaques chegou, recentemente, às Olimpíadas de Tóquio. O atleta dos saltos ornamentais Kawan Figueiredo, medalhista pan-americano, que representou o Brasil no Japão, foi descoberto e incentivado por um educador social no Centro de Convivência do Gama.

* Com informações da Sedes



Source link

Notícias Relacionadas
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -