- PUBLICIDADE -
Google search engine
- PUBLICIDADE -
Google search engine
- PUBLICIDADE -
Inícioultimas noticiasIndústria entrega ao GDF documento com agenda de prioridades – Agência Brasília

Indústria entrega ao GDF documento com agenda de prioridades – Agência Brasília


“Agora nossa equipe vai se debruçar sobre o documento entregue para que as medidas contidas na agenda sejam implementadas, visando melhorar a qualidade do emprego na cidade”Governador Ibaneis Rocha

Membros da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) e de sindicatos de indústrias do DF entregaram na manhã desta segunda-feira (20) ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, o documento “A Indústria e o DF, Proposta Para Uma Agenda de Crescimento 2019-2022”. A agenda, revisada após a pandemia de covid-19, destaca algumas ações emergenciais para socorro do setor nas áreas de crédito, financiamento, tributação e compras governamentais.

“Temos que pensar no futuro no Distrito Federal, e não dá para pensar no futuro sem pensar na indústria. Precisamos passar por um processo de industrialização que nos dê condições de ter emprego e renda de qualidade”, afirmou o chefe do Executivo local. “Agora nossa equipe vai se debruçar sobre o documento entregue para que as medidas contidas na agenda sejam implementadas, visando melhorar a qualidade do emprego na cidade”, completou Ibaneis.

O governador Ibaneis Rocha recebeu representantes do setor industrial e afirmou: “Precisamos passar por um processo de industrialização que nos dê condições de ter emprego e renda de qualidade” | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O presidente da Fibra, Jamal Jorge Bittar, destacou a necessidade de políticas estruturantes que possibilitem o desenvolvimento sustentável da economia local. O empresário classificou o documento entregue como uma cooperação do setor ao Governo do Distrito Federal (GDF). “É a contribuição do setor produtivo para o governo direcionar as boas políticas econômicas no âmbito da indústria”, frisou.

Desenvolvimento com sustentabilidade

Com relação ao desenvolvimento sustentável, Bittar ressaltou: “Hoje não se discute mais desenvolvimento que não seja sustentável. Se há alguns anos o desenvolvimento sustentável era visto como poesia, hoje é condição obrigatória de entrada em muitos mercados mundiais e, inclusive, nacionais”. Segundo ele, entre as medidas propostas está o compromisso da indústria com o meio ambiente. “Nós vamos passar a ter restrição de mercado se não tivermos preocupação com o meio ambiente. Já está demonstrado que dá para fazer as duas coisas”, disse Bittar.

O governador Ibaneis Rocha frisou que o DF já está avançando para o futuro, ultrapassando a questão da pandemia e atuando em outras questões. “Vamos colocar todo o secretariado e a expertise do Paulo (Henrique Costa, presidente do Banco de Brasília –BRB) para se debruçar sobre o documento”, explicou.

Para Ibaneis, o BRB, que vem se destacando como banco de fomento, pode ajudar na promoção do desenvolvimento das propostas apresentadas pelas indústrias, estimulando a criação de mais postos de trabalho. “Já tivemos uma queda do desemprego no Distrito Federal nesses três meses, mas precisamos avançar”, frisou o chefe do Executivo local.

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, reforçou as palavras do governador. “O BRB, como banco público voltado ao desenvolvimento do DF, vai se debruçar sobre as propostas para transformá-las em ações que produzam resultado o mais breve possível”, resumiu Costa.



Source link

Notícias Relacionadas
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -