Operação Sem Fronteiras prende suspeito de roubo com restrição de liberdade a motorista de aplicativo em Trindade

0
63


A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da 2ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Trindade, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (20), a Operação Sem Fronteiras, com apoio da Polícia Civil e Militar de Alagas. A operação cumpriu mandado de prisão temporária e uma busca e apreensão na residência de investigado por roubo majorado com restrição da liberdade, uso de arma branca e tentativa de estupro. Os crimes ocorreram na GO-469, em Trindade.

No dia 07 de maio deste ano, às 23h40, a vítima, uma mulher de 28 anos, que trabalha como motorista de aplicativo, recebeu uma chamada de serviço. Buscou o passageiro, um homem de 35 anos, nas imediações do Shopping Cidade Jardim, em Goiânia, com destino ao Setor São Bernardo, em Trindade. Ao chegar no destino, o passageiro pediu para a vítima deslocar um pouco mais à frente e, ao chegar em uma área menos habitada, este indivíduo, usando um facão, anunciou o assalto.

O autor falou que precisaria arrumar uma certa quantia em dinheiro e que era para a vítima entregar seus pertences e a chave do carro. Então, amarrou os pés e as mãos da vítima com uma corda e fita crepe. Passou a fita também na boca da vítima, a colocou no traseiro e andou por cerca de 1h com a vítima até parar em um lugar ermo. Além disso, o autor tentou estuprá-la, baixando suas calças, passando a mão em seus seios, no que ela endureceu seu corpo e conseguiu chutar o autor, que desistiu de continuar o ato.

A vítima relata que sofreu agressões com socos na cabeça e ainda foi enforcada pelo autor. Foram subtraídos seu veículo (Chevrolet/Onix, cor branca, que foi abandonado e localizado no mesmo dia), a quantia aproximada de R$ 150,00, um aparelho celular Iphone 11 e um cartão de crédito bancário. A vítima foi deixada em uma área rural e caminhou até o Setor Pontakayana, em Trindade, onde recebeu ajuda de terceiros.

Ao realizar a busca na residência do autor hoje, em Trindade, a 2º DDP tomou conhecimento de que o autor tinha fugido, no dia do crime, para a casa da mãe, na cidade de Jaramataia (AL), no povoado de Campo Alegre. Foi solicitado apoio da Polícia Militar de Alagoas, que realizou a prisão do autor na casa de sua mãe. Na residência dele, ainda foram encontrados dois facões, possivelmente usados no crime.

O autor foi conduzido para delegacia da cidade à disposição do Poder Judiciário. O inquérito policial será finalizado e remetido dentro do prazo legal. A divulgação da imagem do investigado foi procedida nos termos da Lei n.º 13.869/19 e Portaria n.º 02/2020/PCGO.



Source link

Deixe uma resposta