🌞📱Defesa Civil reforça cadastro para envio de alertas na seca – Secretaria de Estado de Segurança Pública

0
71


Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

Um novo alerta de baixa umidade foi emitido pelo Sistema de Defesa Civil nesta terça-feira (1º). Com isso, a pasta, vinculada à Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP), orienta a população a fazer o cadastro no Sistema de Alertas, via SMS, para que as mensagens e orientações sobre o período de estiagem cheguem ao maior número de pessoas.

 

A previsão é que volte a chover no Distrito Federal apenas a partir de outubro. Os cuidados devem ser redobrados no período de seca para evitar doenças e idas aos hospitais, que estão com alta demanda de covid-19 | Fotos: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Os alertas são emitidos em situações de emergência, seja no período de estiagem, chuvoso ou ainda situações que mereçam algum tipo de mobilização da população, como ocorre quando há abertura de comportas da Barragem do Paranoá.

 

“O usuário será alertado sobre os dias ou períodos mais secos e receberá nossas orientações para amenizar os sintomas causados pelas temperaturas elevadas e umidade muito baixa” Coronel Alan Araújo, chefe da Defesa Civil

 

“É um procedimento muito rápido; basta enviar o CEP para o número 40199. É possível cadastrar mais de um local. O mais importante é que o usuário será alertado sobre os dias ou períodos mais secos e receberá nossas orientações para amenizar os sintomas causados pelas temperaturas elevadas e umidade muito baixa”, explica o subsecretário do Sistema de Defesa Civil, coronel Alan Araújo.

 

Só em outubro

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) é que volte a chover no Distrito Federal apenas a partir de outubro – já são 24 dias sem chuva. “A previsão é que as temperaturas registradas durante o dia permaneçam elevadas e à noite muito frias. Na última madrugada, chegamos a registrar 9 graus. Mas não temos previsão de chuvas antes de outubro. Em alguns pontos, chegamos a perceber alguma nebulosidade, mas pode ser apenas formação de nuvens”, explica o meteorologista Olívio Bahia.

 

O volume de chuvas foi menor neste ano, e por isso o cuidado com a saúde deve ser redobrado, de acordo com Bahia. “É importante dar muita atenção aos cuidados preventivos para evitar qualquer situação que seja necessário ir ao hospital, pois ainda estamos em uma situação de pandemia. Portanto, bebam bastante água e tomem cuidado com o sol”, alerta.

 

Umidade

A Defesa Civil classifica os níveis de umidade em três tipos: estado de atenção, quando a umidade fica entre 20% e 30% por cinco dias consecutivos; estado de alerta, com umidade entre 12% e 20% por três dias consecutivos, e o estado de emergência, declarado quando a umidade fica abaixo dos 12% por, no mínimo, dois dias consecutivos.

 

A Defesa Civil reforça as orientações:

➯ Procure manter o corpo sempre bem-hidratado. Portanto, beba bastante água, mesmo sem sentir sede. Na hora do lanche ou da sobremesa, dê preferência a frutas ricas em líquidos, como melancia, melão e laranja, por exemplo. Em especial, fique atento à hidratação das crianças, idosos e dos doentes;
➯ Aplique soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar o ressecamento;
➯ Evite a prática de exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e as 17h;
➯ Use produtos para hidratar a pele do rosto e do corpo, pelo menos depois do banho e na hora de deitar;
➯ Coloque chapéus e óculos escuros para proteger-se do sol;
➯ Aproveite o vapor produzido pela água durante o banho para lubrificar as narinas;
➯ Coloque toalhas molhadas, recipientes com água ou vaporizadores nos quartos de dormir;
➯Evite aglomerações e a permanência prolongada em ambientes fechados ou com ar-condicionado, pois o ressecamento das mucosas aumenta o risco de infecções das vias aéreas;
➯ Mantenha a casa sempre limpa e arejada. O tempo seco aumenta a concentração de ácaros, fungos e da poeira em móveis, cortinas e carpetes;
➯ Procure não usar vassouras que levantam o pó por onde passam. Dê preferência a aspiradores ou panos úmidos;
➯ Ligue ventiladores de teto no modo “exaustor”, com ar direcionado para cima. Ligados para baixo, no modo “ventilação”, levantam a poeira que se mistura no ar;
➯ Lave as mãos com frequência e evite colocá-las na boca e no nariz. Não esqueça de usar máscara de proteção individual, importante neste período para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

 

Edição: Lanna Morais

 

 



Source link

Deixe uma resposta